quarta-feira, 18 de Agosto de 2010

Pernacas (Pernas Polacas)

Mishonettes Uma das consequências da minha aparição no “Tardes da Júlia” da passada sexta-feira, além duma maré de cumprimentos pela minha prestação, foi o conhecimento que alguns portugueses tiveram das raparigas polacas através da presença da minha namorada e de duas amigas dela que acompanham-na nestas férias de verão. Houve quem tivesse salientado a forma constante como as pernocas das polacas foram destacadas pelo operador de câmara, coisa que não me espanta pois se repararmos no público que assistiu ao programa ao vivo constatamos que as três polaquinhas eram as únicas sub-50 presentes.

As ditas pernas polacas foram novidade para o cameraman mas não propriamente para mim porque alicates como aqueles têm sido Pernas Polacas I visionados por mim regularmente nos últimos dois anos quase três, passe o possível pretensiosismo. Na realidade, as pernas das raparigas polacas são um importante fator que pesa no momento de decidir se a permanência na Polónia é a curto, médio ou longo prazo. Embora o clima seja pouco amistoso (a definição húmido continental mete medo) e o idioma seja dos mais difíceis de aprender para um estrangeiro, a Polónia tem encantos que esgrimam forte com os seus defeitos e em muitos dos casos acabam por triunfar sobre as más impressões do país.

Pernas Polacas II Li algures que se prepara uma candidatura portuguesa do Fado para Património Cultural junto da Unesco, eu lanço desde este humilde palanque a ideia que se proponham as Pernas Femininas Polacas como Património Genético e, para acentuar o caráter altruísta da ação, nem aspiro a ser júri de tal causa. Tenho certeza que angariarei muitos apoiantes desta proposta por este planeta fora…

9 comentários:

Fernando Pires disse...

Ey!

Não pude ver todo o programa. Apenas consegui apanhar algumas partes... Pelo que me apercebi, a tvi não disponibiliza o programa online. Sempre conseguiste alguém que gravasse a emissão?

Abraço,
Fernando

maria zubrowka disse...

Ahahah, uma bela ideia!!
Já agora, também vi uns minutos do programa ;)

Ricardo Taipa disse...

Ámen! :))

PM Misha disse...

aguardo o envio do dvd do programa por parte da produção para vos enviar se quiserem, é o máximo que posso fazer q:/

Ryan disse...

Epa... as Polacas vao ganhar a tudo o que e mulher de certeza se bem que mulheres boas mas mesmo boas.... assim... boas boas... existem em toda a parte.

Geraldo Geraldes disse...

Em defesa do património, acho que seria justo alargar um pouco a área a defender. Sugiro a inclusão de uma Letónia, Ucrânia, mesmo uma Bielorrússia, e claro a Rússia.
Indo mais para sul, sinto que a Croácia e a Sérvia também se enquadrariam bem.
Seria algo bonito e unificador dos povos.

PM Misha disse...

geraldo,
ainda não atravessei as fronteiras mas estão no plano q:) os polacos chamam-lhe "dziki wschód", nem imagino como será...

Rogério Charraz disse...

Misha, passo apenas para te "parabenizar" (como dizem os brasileiros) por teres resistido incólume e com perfeita audição das Tardes da Júlia. É um feito!

Nota: Como deves ter percebido pelo meu comentário, não vi o programa. Lamento por ti, mas não pela Júlia!

Nelson disse...

como eu te compreendo pah...as mulheres polacas sem dúvida que são mulheres muito belas e para quem estava habituado a ver as "bifas" no nosso querido algarve sabe bem do que falo..pernas....pernocas...lol :P