terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Warszawa - 2010

Quando eu era menino, no longínquo ano de 1979 (há 31 anos atrás, calculem. Metade dos leitores nem eram nascidos, não há um gajo de estar velho), surgiu em casa um calendário da Exaktor, uma antiga fábrica de lâmpadas que tinha um armazém no Patacão. Esse calendário tinha os meses todos de todos os anos até 2000 e eu lembro-me de ter pensado: “Caramba, o ano 2000… Vou ter 27 anos nessa altura, será que andaremos de nave espacial como andamos de autocarro agora?” Lembro-me também de ter desejado que os meus avós e tios vivessem o suficiente para assistir ao vivo a essa evolução, a toda a modernidade que o mundo iria sofrer, para que eles também pudessem andar de nave espacial, ir à praça ou à praia nesses transportes públicos aéreos do futuro. Veio o ano 2000 e nada disso aconteceu, tanto os meus avós (que entretanto partiram) como os meus tios andavam por cá e a única coisa bizarra a que todos testemunharam foi o Sporting ter ganho o campeonato ao fim de 18 anos a soro. Não era um OVNI mas não andou muito longe.

2000 transformou-se em 2010 e continuam a não haver naves espaciais até à praia conquanto a ponte dos barcos voltasse a receber carreiras (sem o Gavião nem o Alegria mas com descendentes que honram a sua história) e já hajam Minibuses até à Penha e ao Forum. O dito calendário já se deve ter transformado em matéria orgânica algures no aterro da Cortelha e os 27 anos passaram a 36. Lembrei-me deste calendário nesta passagem de ano porque 2010 é uma data redonda e porque gosto mais dos anos pares, não porque tenha desatado a fazer resoluções de Ano Novo. Disso já me deixei há muito tempo porque por mais planos que eu trace para  minha vida acabo sempre por seguir os planos que a minha vida traçou para mim, assim que bebo mais uma à saúde dos meus que cá estão e dos que já partiram e olham por mim.

2010 é uma data que me faz pensar nessa criança que olhava estarrecida para o calendário, como foi um pulinho de 1979 a 2010! Como voou o tempo, como passaram as fases e se transpuseram etapas! Como é possível que já tenha feito 20 anos desde que eu, o Fábio e o Artur celebrámos um aniversário meu no Chalavar?! Que jeitos eu ter tirado a carta de condução há 15 anos?! Quando é que o tempo passou, porque não me avisaram? Porque não me disseram que eu ia entrar no último ano desta década na distante Mazúria, numa província estrangeira? Eu comecei esta década na Praia de Faro, uma grandessíssima bebedeira a ouvir o Mano Zuca recitar poemas eróticos e a malta toda a partir-se a rir, mergulhámos todos nus na Ria quando deu a meia-noite e o gajo não largava o charuto, parecia o Camões agarrado ao “Os Lusíadas”. Já se passaram 10 anos? Não pode ser!

Nunca, nunca por nunca eu imaginei entrar em 2010 na Polónia numa extraordinária festa de fim de ano entre polacos e uma amigona do peito que fez o favor de vir expressamente de Lisboa partilhar este momento comigo. Nunca por nunca pensei em entrar em 2010 ao lado da Ewa, rapariga extraordinária que tive a sorte de encontrar quando menos fazia por isso (sim, é verdade. A sacana dobrou-me). Nunca por nunca achei possível chorar ao ouvir a Marcha do Sporting que o Giga, o Toni e o Cartaxo puseram a tocar quando me ligaram nesta passagem de ano a desejar um feliz ano novo. Nunca por nunca projetei o que me está a acontecer agora.

É nisto, penso eu, que consiste a beleza da Vida – andar por caminhos que jamais havia desenhado, falar idiomas que jamais havia estudado, morar em lugares que jamais havia visto, comer iguarias que jamais havia ouvido falar, usar roupas que jamais havia vestido. De 1979 até 2000 não custou a passar o tempo, de 2000 a 2010 foi um tiro. Em 1979 eu não imaginava como iria estar em 2000 e em 2000 muito menos pensava que estaria a viver na Polónia em 2010. Ah, que ansiedade em saber como vai ser em 2020!

Feliz ano novo para todos os leitores. Saúde e sorte q:)

5 comentários:

Hugo disse...

Olá amigo sóvi,

espero que tenhas entrado em grande neste 2010. Já agora só te quero recordar que estiveste a falar comigo qd deu o hino Sporting e não com o cartaxo. lol

aquele grande abraço

Hugo (aka capitão favinha)

Ricardo Taipa disse...

Excelente tópico - como sempre.

Revejo-me em tantas partes. No meu caso ainda acrescento a questão dos miúdos. Se há dez anos atrás me dissessem que na passagem de ano de 2009 para 2010 estaria apenas a querer dormir para compensar o cansaço de ter dois putos luso-polacos lixados para adormecerem ia dizer jamais, que não poderia ser eu. :-D

Mas aqui estou em 2010, em Łódź, a ler os desabafos de um algarvio que mora na Polónia!

Ryan disse...

A vida é feita desses recortes no tempo que umas vezes damos valor outras nem tanto mas quando olhamos para trás super valorizamos coisas que passaram por nós.

Esses minutos horas, dias, meses e anos ficam para lá influênciam a nossa vida e vão ficando gravados nas páginas das nossas histórias. Aproveita os momentos, desfruta do que a vida te dá e passa um excelente 2010.

PM Misha disse...

capitão,
rogo-te as mais honestas e humildes desculpas, as emoções etilizadas toldaram-me a limpidez e confundi as vozes. ocupas indiscutivelmente lugar de relevo neste restrito conjunto de gente do lado esquerdo do peito e quero manifestar o meu mea-culpa pela omissão (espero que todo este vocabulário de professor tenha sido suficiente para limpar a minha borrada).

ricardo,
isso ainda não penso, não imagino nem conjecturo! mas habilito-me a isso, é só o vento soprar a favor (e não estou certo de que me ralaria muito...)

ryan,
tal como escreveste, tudo isto se resume a quatro letrinhas: (a puta da) vida. eu pretendo espremer-lhe o sumo até à última gota, faço votos para que também o faças no grandioso 2010 que te desejo q:)

Anónimo disse...

a Dó Ré Mi tb fez um calendário desses para 2000 pah ! foi só para aí em 1986 ou uma coisa dessas...

Um abraço para ti Soviético aqui de Marrokos Sul


RainMaker @PtNet :)